Publicado em

AGITOS FINANCIA FORMAÇÃO

Sharing is caring!

Com objectivo de dar maior comodidade e desenvolver a comunidade paralímpica mundial, a Fundação Agitos vai financiar inicialmente Angola com dez mil euros, destinada à formação e outros projectos sustentável, afirmou nesta quinta-feira, em Luanda, o representante da organização, José Cabo.

Em declarações à imprensa, por ocasião da Assembleia Geral Eleitoral do Comité Paralímpico Africano (APC - sigla em inglês), que decorre no Centro de Conferência de Belas, disse que o Comité Paralímpico Angolano (CPA) poderá receber este apoio em Junho deste ano.

De acordo com o responsável desta instituição ligada ao Comité Paralimpico Internacional (IPC - sigla em inglês), que financia projectos para o desenvolvimento e crescimento do desporto adaptado a nível do Mundo, em função do projecto a apresentar pela instituição angolana, o valor poderá chegar até vinte mil euros.

Explicou estar o montante disponível à todos os Comités Paralímpicos Nacionais (CPN), bastando para tal apresentar um projecto sustentável, de acordo com as exigências da organização.

“O grande objectivo da Fundação Agitos é ajudar no crescimento das modalidades paralímpicas. Fazer com que o país que tenha um CPN não passe por dificuldades, por exemplo, ao nível dos classificadores desportivos, técnicos, juízes, centros de alto rendimentos e outros meios precisos para a prática desportiva paralímpica”, frisou.

A Assembleia Geral eleitoral do Comité Paralímpico Africano (APC) encerra hoje, sexta-feira, com a eleição do presidente da organização, onde o angolano Leonel da Rocha Pinto é o único candidato ao cargo.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *