Publicado em

“QUERO MAIS” – JOSÉ MANUEL

Sharing is caring!

josemanuel-noticia

Rio de Janeiro - Os atletas da selecção nacional de atletismo tiveram até agora um comportamento satisfatório nos Jogos Paralímpicos do Rio2016 e quero mais. Apesar de os resultados estarem ainda longe do preconizado, é preciso reconhecer a capacidade competitiva dos oponentes, afirmou o técnico José Manuel.

Em declarações à Angop após a disputa da meia-final dos 200 metros na noite de segunda-feira, no estádio Olímpico João Havelange, em que Esperança Gicasso não se qualificou para a final de quarta-feira (14), disse ter consciência da boa preparação do combinado nacional e que tudo está a ser feito para um desempenho melhor nas provas que se seguem.

“Nós estamos bem preparados e acredito que nas provas seguintes poderemos alcançar o objectivo de chegar a uma final, mas esta selecção está a ser trabalhada para a edição de Tóquio (Japão) em 2020”, frisou, acrescentando que Angola deve acompanhar a evolução mundial do desporto adaptado em termos de investimentos e das novas tecnologias de treinamento.

No lançamento das preliminares dos 200 metros, às 18:28 (22:28 em Angola), em que participarão José Chamoleia e Octávio dos Santos (visuais - classe T11), José Manuel espera pela qualificação às meias-finais, desde que ambos corram ao mais alto nível.

Reiterou que será uma prova difícil pelas marcas dos adversários, acreditando, porém, na capacidade de superação dos seus atletas, cujo estado psicológico é dos melhores.

“O Octávio foi eliminado nos 100 metros, mas tem respondido da melhor maneira aos trabalhos e o Chamoleia, que por ansiedade foi desqualificado naquela prova por partida falsa, é dos que possui alto nível psicológico, pelo que está preparado para os desafios seguintes”, frisou o também coordenador técnico nacional da modalidade.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *