Publicado em

SECRETÁRIO-GERAL FALA SOBRE LIVRO DE SAYOVO

Sharing is caring!

dist35

Fale um pouco sobre a obra - O CÉU PODE ESPERAR

SG: António Manuel da Luz - É uma forma diferente de abordarmos a vida do atleta enquanto estudante, militar, chefe de família e desportista. Apesar de Sayovo ser a figura incontornável que todos conhecemos há sempre a curiosidade de os cidadãos pretenderem saber muito mais.

SG: É um legado que fica porque os livros resistem no tempo.

Socialmente o que significa a obra na perspectiva do incentivo à prática do desporto para deficientes.

SG: Pode ser preponderante e pode não ser – depende da forma como nós encararmos. Acho que estamos ainda em uma fase em que encaramos o desporto como um elo imediato. Infelizmente olhamos mais para os benefícios materiais do que para benefícios desta natureza.

SG: Esperemos que a partir desta iniciativa que não tem sido hábito as pessoas pensem em colocar os feitos dos atletas de renome em livros individuais ou em enciclopédias. “As pessoas morrem mas as obras ficam”.

Qual é o sentimento – Sayovo o reconhece na obra (juntamente com o seleccionador nacional José Manuel) como a pessoa que o descobriu no Hospital Militar.

SG: Sentimo-nos bem porque conseguimos formar um Sayovo, um atleta de renome nacional, africano e mundial e fazer com que seja reconhecido na sociedade. Este é o grande objectivo do Comité Paralímpico Angolano – tirar cidadãos com necessidades especiais do anonimato, faze-los homens por via do desporto e servirem de exemplo para a sociedade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *